BACELAR APOSTA NOS PRODUTORES DE LATICÍNIOS DA BAHIA PARA IMPULSIONAR ECONOMIA LOCAL

O deputado federal Bacelar (Podemos/BA) participou, na manhã desta sexta-feira (18), da 1ª Feira de Laticínios da Bahia. O evento reuniu representantes das indústrias de laticínios e produtos derivados do leite e teve como objetivo fortalecer o setor, promover ações de desenvolvimento econômico, discutir a atualização das novas legislações e registros, além de estreitar relações com o segmento.

 “O setor tem peculiaridades que necessitam de um atendimento especial. Estreitar relações com o poder público é essencial neste momento de pandemia. Precisamos redobrar os cuidados para garantir a qualidade dos alimentos e garantir que a produção cumpra todas as normas exigidas pela vigilância sanitária. O evento foi um sucesso e o segmento terá meu apoio” afirmou Bacelar. 

O encontro aconteceu no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador e foi promovido pela ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) em parceria com a Secretaria de Agricultura do estado e Sindileite (Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do Leite da Bahia). 

Os produtores receberam ainda o Selo ARTE, um certificado emitido pela ADAB que permite a comercialização dos produtos alimentícios de origem animal produzidos de forma artesanal, desde que registrados no Serviço de Inspeção Oficial – Municipal (SIM), Estadual (SIE) ou Federal (SIF). 

“O Selo ARTE permite que o homem do campo negocie com mercados mais selecionados, que valorizam mais a mercadoria. Afinal, é com esta certificação que o agricultor ou pecuarista pode atestar a procedência de seus produtos” explicou o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar.

Na avaliação do deputado federal, o certificado ajudará a impulsionar a economia local e o consumidor terá a segurança de que a produção é artesanal, e respeita as características e métodos tradicionais. “Além de permitir a comercialização em todo território nacional, a certificação viabiliza a venda direta, o que beneficia pequenos produtores rurais e agricultores familiares. E o consumidor terá uma ampla variedade de produtos para escolher” destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *